China: Mais lavouras de legumes

O paraquat possibilita a produção mais rápida de lavouras para agricultores de Guandong, China. Este estudo de caso se baseia no artigo do Sr. Shen Shu Ping, da Universidade de Agricultura da China do Sul, publicado no Jornal Chinês ‘Pesticide Information’ (Informações sobre Pesticidas). Na China, se cultivam oito lavouras de legumes em um anoNa região de Guandong, há um milhão de hectares de legumes de alta qualidade, e até oito safras são produzidas todo ano nas mesmas terras. Nesse ambiente de cultivo tão intenso, um rápido giro entre lavouras é essencial para que os agricultores maximizem a produção. Para conseguir isso, ervas daninhas e restos pós-colheita precisam ser eliminados rapidamente, e a próxima lavoura semeada dentro de poucos dias. Não é surpresa, portanto, que o paraquat seja utilizado em mais de 40% da área de plantio de legumes em Guandong. Os produtores de legumes de Guandong usam o paraquat de várias maneiras diferentes. Primeiro, ele pulverizado como tratamento pré-planta, geralmente em mistura em tanque com um fertilizante ou com butaclor (outro herbicida) para proporcionar controle residual de ervas daninhas. O paraquat também tem sido amplamente adotado para remoção de ervas daninhas entre fileiras e após a colheita, para desidratar restolho, lixo e quaisquer ervas daninhas restantes. A velocidade de ação do paraquat é crucial para seu sucesso. Após a pulverização, as ervas daninhas morrem em um ou dois dias e, durante esse período, o solo pode ser preparado para a próxima lavoura sem demora. Além disso, como o paraquat é completamente inativado no contato com o solo, a lavoura pode ser semeada ou plantada com segurança logo que o solo estiver pronto. Com herbicidas sistêmicos, os agricultores teriam que esperar 10 dias após a pulverização antes de começar a trabalhar na próxima lavoura. Com oito lavouras anuais, isso representaria uma perda de 80 dias de produção.  

Definição

Ervas daninhas que retornam todo ano. Algumas delas apresentam a morte das partes aéreas durante o inverno, porém suas raízes continuam vivas e ressurgem na primavera. Algumas não apresentam morte das partes aéreas, crescendo em tamanho e estatura na próxima estação.

Referências e Recursos Confiáveis Online

A Sociedade Internacional de Ciência de Ervas Daninhas representas associações individuais em todo o mundo. Detalhes dessas associações regionais estão listados.