2015 Ano Internacional dos Solos

Plantio direto: uma ótima maneira de cuidar de nosso soloO solo é fundamental para a vida na terra. É composto de partículas minerais, matéria orgânica, água, ar, flora e fauna. A formação do solo é um processo extremamente lento, por isso solo é essencialmente um recurso não renovável e deve ser valorizado, respeitado e tratado com muito cuidado. Técnicas agronômicas como plantio direto e lavouras de cobertura

Definição

Lavouras de cobertura são plantas cultivadas, principalmente, não para serem colhidas para alimentação, mas sim para servir para o controle da erosão do solo, controle de ervas daninhas e melhoramento da qualidade do solo. Geralmente são aradas ou cultivadas antes da plantação da próxima lavoura alimentar; nesses casos a "lavoura de cobertura" é usada como correção do solo, e é sinônimo de "lavoura de fertilização verde".

Referências e Recursos Confiáveis Online

http://attra.ncat.org/attra-pub/covercrop.html ATTRA é o Centro de Informações sobre Agricultura Sustentável do Centro Nacional de Tecnologia Adequada dos EUA.
, que envolvem o uso de herbicidas não seletivos

Definição

Um produto químico usado para eliminar somente certos tipos de ervas daninhas (ervas daninhas anuais gramíneas ou de folhas largas).

Referências e Recursos Confiáveis Online

http://www.weeds.iastate.edu/ Uma inestimável fonte de informações contemporâneas sobre herbicidas e ervas daninhas da Iowa State University.
como o paraquat para controle de ervas daninhas, podem preservar e melhorar a qualidade dos nossos solos.
A Organização para Alimentos e Agricultura da ONU (FAO) realizou um fórum em Roma, para marcar o Dia Mundial dos Solos em 5 de dezembro de 2014 e para lançar o Ano Internacional dos Solos. Os palestrantes do evento enfatizaram a importância fundamental, a complexidade e a fragilidade dessa fina camada que cobre a terra.1

Degradação do solo e agricultura

Leva 1.000 anos para formar cerca de três centímetros de solo superficial, e o planeta está perdendo uma área equivalente a 30 campos de futebol por minuto. Considera-se que cerca de um terço de todo o solo do mundo esteja degradado atualmente. Figura 1. Contribuição das atividades agrícolas e industriais para a degradação do solo (Gruver, 2013).A degradação do solo é causada por diversos fatores, principalmente erosão pela água e pelo vento. A agropecuária e o desmatamento associado são de longe as principais causas da degradação (Fig. 1). Produção pecuária intensiva na forma de super-pastoreio, o desmatamento em busca de mais terras e o cultivo convencional

Definição

Cultivo com preparo de toda a extensão do solo, que perturba toda a superfície do solo e é realizado antes e/ou durante o plantio. Há menos de 15 por cento de cobertura residual após a plantação. Geralmente, envolve aragem ou viagens intensivas (numerosas) lavração. O controle de ervas daninhas é realizado com produtos de proteção à lavoura e/ou cultivo em fileiras.

Referências e Recursos Confiáveis Online

http://www.fao.org/news/story/en/item/9962/icode/ Um noticiário da FAO que discute os problemas da aragem e as vantagens da agricultura de conservação.
, utilizando preparos profundos causam quantidades similares de degradação do solo. Em geral, a perda da cobertura do solo pela vegetação, que expõe o solo ao vento e à chuva causando erosão da camada superior do solo, é a culpada.2

Parceria Mundial sobre Solos da FAO

No ritmo atual de degradação do solo e crescimento da população, a área de terras agrícolas por pessoa em 2050 será de apenas um quarto do que era em 1960. Um pesado fardo de responsabilidade repousa sobre o solo. Esperamos que essa camada fina forneça ou facilite muitas coisas essenciais:
  • Segurança alimentar: aumento da produção de alimentos, forragens e fibras
  • Armazenamento e provisão de água
  • Adaptação e mitigação das mudanças climáticas (o solo contém duas vezes mais carbono que a atmosfera e três vezes mais que a vegetação)
  • Manutenção da biodiversidade
  • Produção de bioenergia
  • Base para a expansão urbana e fornecimento de materiais de construção

Desafios de segurança alimentar para o solo

  • 805 milhões de pessoas passam fome e estão desnutridas em 2015
  • 60% mais alimentos serão necessários até 2050
  • 33% dos recursos do solo estão se degradando
Estes imperativos, especialmente em face da degradação do solo, levaram a FAO a estabelecer a Parceria Mundial sobre Solos. Parceiros estão sendo atraídos de instituições ou organizações internacionais, regionais e nacionais que trabalham com o solo, incluindo organizações governamentais, universidades, sociedades científicas sobre o solo, ONGs, empresas privadas e associações de agricultores. Eles trarão não apenas especialização na esfera científica e técnica, mas também aconselharão sobre questões práticas e ajudarão a garantir patrocínio e financiamento. Parcerias Regionais sobre Solos estão sendo estabelecidas para desenvolver programas e trabalhar com a FAO e organizações nacionais, a partir de redes e projetos existentes. A Parceria Mundial sobre Solos irá abordar as necessidades do solo através de vários pilares importantes de ação. Eles incluem:
  • Manejo do solo: promover a proteção, conservação e produtividade sustentável dos recursos do solo
  • Política: incentivar o desenvolvimento coordenado e implementação de políticas relativas ao solo, incluindo educação, serviços de extensão e investimentos
  • Pesquisa e desenvolvimento: promover a ciência do solo focando em lacunas de conhecimento identificadas e oportunidades para sinergias
  • Dados e informações: apoiar a geração, análise e comunicação de dados, e o subsequente monitoramento e uso multidisciplinar
Além das atividades que envolvem diretamente a agricultura, as ações da Parceria Mundial sobre Solos serão direcionadas para ou envolverão questões com impacto na sociedade para além da segurança alimentar, incluindo manejo de secas e inundações e o uso da terra.

Papel do paraquat e da agricultura de conservação

Figura 2. Comparação de taxas de erosão do solo em sistemas de cultivo nos EUA (Montgomery, 2007).A chave para manter um solo saudável e evitar a erosão é manter uma cobertura vegetal substancial ao longo de todo o ano e repor ou aumentar os níveis de matéria orgânica do solo. Os métodos convencionais de preparo do solo, especialmente aragem, enterramento de plantas daninhas e dos restos da cultura anterior deixam o solo nu. Nos sistemas de lavoura de conservação, a perturbação do solo é mínima ou totalmente evitada, como no plantio direto. Estudos sobre as taxas de erosão demonstraram o impacto muito significativo na perda de solo, ao se manter uma cobertura vegetal (Fig. 2).3 O paraquat possibilitou o desenvolvimento do plantio direto, porque é um herbicida não seletivo de espectro muito amplo e ação rápida, o qual é desativado imediatamente ao entrar em contato com o solo. Isso significa que ele pode ser usado para exterminar todas as ervas daninhas ou uma lavoura de cobertura pouco antes do plantio da próxima cultura. As ervas daninhas dessecadas permanecem enraizadas no solo, proporcionando proteção contra os efeitos erosivos do vento e da chuva enquanto a cultura se estabelece.
O uso do paraquat para controle de ervas daninhas é mais integrado com abordagens culturais, incluindo o uso de lavouras de cobertura, rotação de culturas e diferentes épocas de semeadura. Paraquat tem outras vantagens como herbicida, incluindo excelente resistência à chuvae, por causa de seu modo de ação distintivo, ele fornece um meio vital de combate à resistência de plantas daninhas a outros herbicidas, principalmente o glifosato.

Sinfonia do solo

Um filme foi produzido para fornecer o panorama essencial para o Ano Internacional do Solo. A importância, complexidade e mistério do solo é explorada, e um trailer pode ser assistido aqui

Referências

Arsenault, C (2014). Only 60 years of farming left if soil degradation continues. Scientific American, 5 de dezembro de 2014. Gruver, J B (2013). Prediction, prevention and remediation of soil degradation by water erosion. Nature Education Knowledge, 4, (12), 2 Montgomery, D R (2007). Soil erosion and agricultural sustainability. Proceedings of the National Academy of Sciences USA, 104, (3), 13268-13272

Observações

O nome comercial para o principal produto de Paraquat é Gramoxone.